Você e seu bebê merecem RESPEITO! – Parte I

Você sabe do que se trata o PARTO HUMANIZADO que tanto se fala hoje em dia? Muitos logo associam com parto em casa, parto sem anestesia, parto na água, parto sem médico e parto com doulas. Muitos acham um absurdo, mas.. na verdade…partohumanizado

PARTO HUMANIZADO é o parto em que a mulher e o bebê são tratados com respeito e as intervenções médicas só ocorrem se necessárias ou desejadas pela gestante!!

E.. respeito é direto de TODAS as mulheres, certo? Então vamos rever alguns DIREITOS que vocês, mamães, têm na hora de ter seus bebês:

DIREITO Justificativa
Ser ouvida, tirar dúvidas e poder se expressar, sem vergonha de chorar ou gritar. Ninguém pode ignorar, maltratar ou mandar você de calar!
– Ficar livre para se movimentar. Ajuda a aliviar a dor.
– Receber alimentos leves e líquidos se sentir fome ou sede.
– Não permitir que rompam a sua bolsa antes de ela arrebentar sozinha. Isso pode aumentar as dores e contrações, fazer o bebê entrar em sofrimento e causar uma complicação gravíssima, chamada prolapso do cordão umbilical.
– Só receber o soro para apressar o parto (indução de ocitocina) se for necessário. O soro aumenta muito as dores e pode fazer o bebê entrar em sofrimento
– Só receber a anestesia se quiser e depois de ser informada sobre os riscos
Recusar o corte da vagina (episiotomia). Às vezes o médico faz um corte quando precisa usar o fórceps, ou quando o bebê tem que nascer rápido. Mas, se tudo estiver bem, esse corte não é necessário.

Sete entre 10 mulheres não laceram (não rasgam).

E as que laceram normalmente tem ferimentos menores do que os de um corte.

– Parir na posição que achar mais confortável. Parir deitada com as pernas para cima dificulta a oxigenação (respiração) do bebê dentro da barriga, faz o parto demorar mais e leva você a fazer mais força, aumentando as suas chances de lacerar.
– Só fazer cesariana caso ela seja necessária. A cesariana feita sem motivo aumenta em três vezes a chance de você ou o bebê morrerem
APENAS 15 EM CADA 100 GESTANTES realmente precisam de cesariana. Antes de escolher um médico, veja se o percentual de cesariana dele está muito acima disso!!!!

parto normalOu seja, Parto Humanizado é um parto em que você, mãe, é respeitada e bem acolhida!

Isso não deve ser um privilégio, e sim um direito de todas!

Exija um Parto mais Humano e seja feliz!

 

fsMulher

 

8 de Março, Dia Internacional da Mulher!!!

QUANDO CHEGAR

“Quando chegar aos 30
serei uma mulher de verdade
nem Amélia num ninguém
um belo futuro pela frente
e um pouco mais de calma talvez

e quando chegar aos 50
serei livre, linda e forte
terei gente boa ao lado
saberei um pouco mais do amor
e da vida quem sabe

e quando chegar aos 90
já sem força, sem futuro, sem idade
vou fazer uma festa de prazer
convidar todos que amei
registrar tudo que sei
e morrer de saudade.”

Martha Medeiros

Parabéns a todas as mulheres!!! ♥

480000_346408198798495_1412220756_n

EU AMO MEUS PEITOS

Você já teve momentos em sua vida que você pensa “Tenho que fazer algo diferente este ano!!”?  Dizem que pelo menos 1x por ano nós tomamos este tipo de decisão! Então que tal iniciarmos um hábito simples, porém essencial à vida das mulheres e que ajudará a diminuir bastante os diagnósticos tardios e estágios avançados da doença que mais atinge a população feminina? Estou me referindo ao AUTO–EXAME de MAMA!

Já sabemos que é o tipo de câncer mais frequente nas mulheres e quanto mais tarde descobrir a doença, pior é o prognóstico. Portanto, além da visita anual ao ginecologista, vamos fazer a nossa parte! Embora se fale bastante neste tema, ainda tem muitas mulheres que insistem em ter vergonha de olhar seu próprio corpo e tentar escondê-las. Vamos parar com isso, pois o auto-conhecimento do seu corpo é a chave para se ter uma saúde melhor e evitar doenças em estágios mais avançados.

Fazendo mensalmente o exame você se conhece melhor, e facilita a percepção de qualquer alteração que surgir: pequenos nódulos nas mamas e axilas, surgimento de secreção pelos mamilos, endurecimento da pele, retração da aréola, etc..

Fique atenta para os passos deste AUTO-EXAME:

1. Fique em frente ao espelho

Observe as mamas com os braços caídos, depois com as mãos na cintura fazendo e finalmente com as mãos atrás da cabeça

O que procurar? Diante do espelho: Deformações ou alterações do formato das mamas e Fendas à volta do mamilo.

2. Fique em pé e apalpe a mama

De preferência na ducha com as mãos ensaboadas, levante o braço, ponha a mão atrás da cabeça e com a outra mão palpe cuidadosamente a mama com pequenos movimentos circulares.

Palpe também a axila. Repita as mesmas manobras para a outra mama.

3. Fique deitada e apalpe a mama

Cumpra o mesmo método utilizado para a palpação em pé (passo 2).

O que procurar? No banho ou deitada procure caroços nas mamas ou axilas, secreções pelos mamilos, mamilos invertidos, assimetria entre as duas mamas, verrugas, dor à palpação.

Caso encontre algo que você ficou na dúvida, não tenha medo, procure seu ginecologista e tire suas dúvidas!!

Prevenção é o melhor remédio!

Faça a sua parte!

Agora assista um video da campanha “Eu AMO meus peitos” da Sociedade Brasileira de Mastologia:

FSMulher

 

Parabéns a todas as mulheres!

8 de março, Dia Internacional da Mulher! A data é celebrada com um fundinho político, do qual as mulheres lutam por igualdade, respeito e espaço. Já conseguimos muitos benefícios desde que essa data foi oficializada, mas diariamente de uma forma constante e progressiva alcançamos cada vez mais nosso objetivo! Livre de preconceitos no mercado e na sociedade hoje podemos optar qual o nosso foco para cada momento da nossa vida! Mas isso não anula a nossa feminilidade, elegância e capacidade de proteger. Ao contrário, torna-nos mais fortes, conscientes e felizes por podermos fazer nossas próprias escolhas. Ser mulher é uma dádiva, nem mais nem menos importante do que os homens… somos apenas complementares!
Tenham um ótimo dia, lindo e colorido! ♥

Ciclo Lunar X Ciclo Gestacional

Que grávida nunca ouviu de pessoas mais velhas: “Essa semana tem mudança de Lua, cuidado, pois o seu parto pode adiantar”?  Este é um assunto tratado com muito misticismo, bastante astrologia e um pouquinho de ciência.

Não se sabe ao certo qual a influência da Lua nos partos, nem existem artigos científicos que comprovem essa relação, mas alguns estudos dizem que a Lua Cheia é campeã na precipitação dos nascimentos. É muito difícil resistir à chegada desta fase da Lua quando as semanas de gestação já estão cumpridas ou próximas desse período.  Enquanto algumas pessoas são completamente céticas diante desta teoria, outras acreditam nela fielmente. Dessa forma, buscamos alguns dados para tentarmos entender porque uns apoiam enquanto outros repudiam essa informação.

Em uma época que não era comum a vigilância médica na gravidez, muito antes do calendário solar ter se tornado a regra determinante para contar a marcha do tempo, a vida e as estações eram geridas pelas fases da Lua. Desde a ancestralidade, a Lua tem sido venerada como a personificação do principio feminino, representando as emoções, a sensibilidade, a fertilidade e a inspiração , além da figura “materna”… a mulher na sua capacidade de gestar, proteger e nutrir a sua cria. Dessa forma, dizem que os partos, a gravidez, a gestação e a concepção estão sob a regência da lua de forma direta. Segundo a medicina tradicional chinesa, a Lua é essência do aspecto Yin, ou seja, o feminino, enquanto na Astrologia, a lua rege o sistema linfático, os líquidos corporais e certas funções do corpo feminino. Essas “superstições” vão além…  Pensando que os ciclos menstruais das mulheres têm apenas 28 dias, eles ainda são contados pelo ciclo lunar! O ritmo de luz noturna determinada pela variação lunar regula os ritmos biológicos da mulher e particularmente as variações hormonais presentes em seu ciclo menstrual. Assim, na gestação não é diferente, em média são contados 10 ciclos da lua, desde a fecundação até o momento previsto para o parto.

Devido à força gravitacional que exerce sobre a Terra, a Lua atua sobre o volume, o fluxo e refluxo dos líquidos existentes sobre nosso planeta,  pressionando o interior da Terra, o interior dos vegetais e o corpo humano (que é composto por 70% de líquido). As marés dos oceanos, dos rios, a seiva dos vegetais e o fluxo de sangue e de líquido no organismo sofrem a influência da Lua, na medida em que ela se movimenta em relação ao Sol. Mas existem poucas evidências de que o magnetismo terrestre, a luz lunar e a tração gravitacional da lua sob a terra são fatores que podem alterar o tempo e o tipo de parto.

Para os astrólogos, o segredo da relação entre a Lua e a hora do parto pode estar no líquido amniótico (fluído que envolve o bebê no útero). Dizem que o ventre materno torna-se uma bolsa de água, como o nosso planeta, dessa forma é natural que a Lua controle esse fluxo também. Então, à medida que a gravidez se aproxima do fim, a bolsa fica de tal forma distendida que pode romper quando submetida a qualquer tipo de tensão. Quando a Lua está mais forte, a pressão torna-se muitas vezes insustentável, a bolsa rompe-se e a mulher pode entrar em trabalho de parto.

Outro estudo conta que a Lua também causa um grande impacto sobre o comportamento humano, estado de ânimo, sensibilidade e reações emocionais. Durante a lua cheia, a energia do planeta, nossa força de pensamento e preces ficam mais fortes, assim sendo, se a mulher estiver atenta às fases da lua e a placenta estiver pronta, é bem possível que, a nível psicológico, a cabeça da mãe decida que é tempo de fazer nascer o bebê e isso coincida com as fases lunares, em especial com a lua cheia. Lembrando que tudo isso é percebido de forma empírica, simbólica, já que não há comprovação cientifica. Mas diante de todas essas informações, você acredita nessa relação?